Voltar
Carta de Motivação

Como o próprio nome indica, a carta de motivação deverá explicitar as razões pelas quais o estudante se interessa em participar do programa de  mobilidade.

Para redigí-la o estudante deverá refletir sobre suas expectativas e interesses acadêmicos e profissionais.

Uma boa dica é montar primeiro o plano de estudo e depois redigir a carta.  

A carta serve  para verificar a adequação entre as expectativas do estudante, a proposta do programa e o que a instituição estrangeira pode de fato oferecer. Adicionalmente ela é um instrumento auxiliar no processo de seleção, já que proporciona ao candidato a oportunidade de mostrar suas qualificações acadêmicas.

Ela deve justificar o plano de estudos mostrando a relação entre as disciplinas selecionadas,  a área de graduação na PUC-Goiás e o direcionamento profissional pretendido pelo estudante. Ela deve também  fornecer informações adicionais sobre o candidato  que não estejam evidentes no histórico.

Por conseguinte, não utilize o espaço da carta para repetir informações que já estejam disponíveis no histórico. Em vez disso, inclua informações sobre sua participação em projetos de pesquisa, atividades de monitoria e extra classe, publicações de artigos e quaisquer outras atividades que demonstrem seu nível de engajamento com o curso e área de estudo.

Atividades comunitárias que demonstrem compromisso e responsabilidade social também são relevantes.

No caso dos candidatos de pós-graduação 70 a 80% do conteúdo da carta deverá ser focado no detalhamento dos estudos e/ou pesquisas que o candidato pretende desenvolver na universidade estrangeira. Os outros 20 a 30% devem ser dedicados a demonstrar que o candidato reúne as qualificações necessárias para concluir o projeto com sucesso.

Outros aspectos como experiências anteriores de intercâmbio e crescimento pessoal, este último sempre inerente ao processo, mesmo quando a experiência acadêmica não tenha sido bem sucedida,  são relevantes mas secundários, já que o objetivo principal do programa é servir de complementação a sua formação acadêmica.

A carta deve ter no mínimo uma e no máximo duas páginas.

No canto superior direito da carta deve ser colocado um cabeçalho contendo o nome do aluno, curso e instituição de destino desejada.

Copyrights © 2014 - Universidade Católica de Goiás - Todos direitos reservados.