Goiânia, 30 de outubro de 2014
Busca

Voltar
Saúde
Psicóloga dá dicas para prevenção da vigorexia

28/05/2008 10:09:11

A psicóloga Aline Gurgel destaca a baixa auto-estima como principal causa psicológica dos vigoréxicos, geralmente percebida através de sentimentos de inferioridade e comportamentos como retração social e timidez, de tal modo que a pessoa busque se afirmar socialmente através de um corpo perfeito.

 

 

"Eles perdem a noção do corpo, do que é saudável e a pessoa passa a ter pensamentos intrusivos (não consegue evitar), passando assim a realizar rituais repetitivos, dentre eles os exercícios físicos, monitoração constante de peso, dietas rigorosas e verificação da imagem, comparando a outros atletas mas, principalmente, diante do espelho", afirma.

 

 

 

Com relação ao tratamento, a psicóloga explica que seria necessário uma junção de tratamentos farmacológicos e psicológicos. Destacando para o último, a terapia cognitivo-comportamental, que busca agir diretamente no comportamento da pessoa, reestruturando sua autoestima e a imagem que tem de si mesmo, superando assim o medo do fracasso social.

 

 

 

Aline deixa ainda dicas para que a vigorexia seja evitada: "os indivíduos devem procurar reconhecer as pressões estéticas impostas pela sociedade e saber lidar com elas de maneiras equilibradas, saudáveis. As revistas de beleza e os modelos publicitários impõem padrões que não pertencem à maioria, o importante é a pessoa buscar, dentro dos seus limites, o seu ideal desejável e sadio, tentando satisfazer a si mesmo e ao mesmo tempo aceitar-se como é".

Copyrights © 2014 - Universidade Católica de Goiás - Todos direitos reservados.